20180614 AdrianoRosadaRocha LeilaoVeiculosPrefeitura abre
Fotos: Adriano Rosa da Rocha
O Seminário Claretiano sediou, nesta quinta-feira (14), o leilão de veículos leves inservíveis da Prefeitura de Esteio. Dos 28 lotes disponíveis, 22 foram vendidos, resultando em uma arrecadação de R$ 229,6 mil para a Administração Municipal. Além dos lances presenciais, também foi possível fazer propostas pela Internet, no site da NS Leilões, empresa responsável pelo leilão. Todo o valor obtido na venda entrará na conta da Prefeitura (a comissão da leiloeira, de 5%, é paga diretamente a ela pelos arrematantes). Obras de melhorias no Hospital São Camilo estão entre os possíveis destinos dos valores.

 

“O leilão superou as nossas expectativas, considerando a situação do mercado. Com a venda, a Prefeitura ganha em sustentabilidade financeira, pois deixaremos de ter despesas com veículos que demandavam muita manutenção e cujos custos não eram vantajosos para o Município”, argumentou o secretário municipal de Administração (SMAD), Alexandre Viegas.

 

Um dos destaques da venda foi a caminhonete GM/Chevrolet D20 Custom, ano 1989, primeiro lote a ser comercializado. O preço inicial era de R$ 7,5 mil e ela acabou sendo vendida por mais que o dobro do estimado, saindo por R$ 16,1 mil. O último dos 64 lances no veículo foi dado pelo mecânico Marcos Schutz, de Campo Bom. “Um servidor da Prefeitura me avisou que havia o leilão. Decidi conferir e já vim determinado a comprar a caminhonete. Estou pensando em reformá-la e ficar com ela”, explicou.

 

Outros lotes disputados foram a VW Kombi, ano 2006, vendida por R$ 16,1 mil após 71 lances (o preço inicial era R$ 7,5 mil); a Fiat Dobló Attractiv 1.4, ano 2011/2012, recebeu 56 lances e acabou sendo vendida por R$ 20,1 mil, enquanto o valor inicial proposto era de R$ 13 mil; e a VW Kombi, ano 2006/2007, de preço inicial R$ 5,5 mil, que foi arrematada por R$ 9,1 mil após 35 propostas.

 

Os compradores receberam os automóveis com documentos e seguro obrigatório quitado. Mais detalhes sobre as vendas desta quinta-feira estão disponíveis no site da NS Leilões (www.nsleiloes.lel.br). Os veículos que não foram comercializados serão reavaliados e encaminhados para um segundo leilão, sem data prevista. Um dos lotes listado no edital do certame, a sucata de um Astra ano 1999, acabou sendo suspenso, pois só poderia ser comercializado a um Centro de Desmanche de Veículos (CDV) credenciado junto ao Detran. 

 

A ação faz parte das Metas de Gestão deste ano da SMAD. Os automóveis foram colocados à venda pois os custos de manutenção, ou de reparação, se tornaram inviáveis ou não compensam para a Prefeitura. Em substituição à antiga frota, a gestão optou pela locação de veículos, prática recorrente em órgãos públicos ou privados no Brasil, que proporciona uma economia nas finanças.

 

Texto: Eduardo Baratto Leonardi

 

gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1