20170531 DCSE DiaDesafio abre
Fotos: DCSE
Com atividades realizadas em diversas parte da cidade, organizadas pela Prefeitura e por diferentes entidades e empresas, Esteio venceu “de goleada” a cidade Venezuelana de Tumeremo no Dia do Desafio, competição realizada em diferentes países nesta quarta-feira (31). Foi a sexta vitória seguida e a 14ª desde que o Município aderiu à competição (veja histórico abaixo). A disputa coloca dos municípios de mesmo porte populacional para se enfrentarem num duelo saudável. Ganha aquele que mobilizar o maior percentual de sua população para fazer exercícios por, no mínimo, 15 minutos seguidos.

Com 42.278 registros de participantes nas atividades (52,41% dos moradores da cidade), Esteio bateu, de longe, os números de Tumeremo, que mobilizou 4.538 pessoas (9,06% da população). O resultado foi divulgado nesta quinta-feira (1º) pelo Sesc, que coordena o Dia do Desafio no Brasil e
nas Américas.

No final da tarde de quarta-feira, o prefeito Leonardo Pascoal, que participou da corrida de madrugada, primeira atividade do Dia do Desafio em Esteio, recebeu o troféu dado a cada Município que participa da ação, entregue pelo gerente da unidade Sesc Canoas, Cléber Arruda.


Ação pelo fim do sedentarismo
O Dia do Desafio, coordenado no Brasil e nas Américas pelo Sesc, foi criado no Canadá nos anos 1980 e tem como proposta incentivar a prática regular de atividade física e esportiva. Neste dia, vale praticar qualquer tipo de atividade física como caminhada, ciclismo, corrida, exercícios em empresas, gincanas, natação, entre outras modalidades.

O primeiro ano do Dia do Desafio no Brasil foi 1995, com a participação de 35 cidades e 1,97 milhão de participantes. Em 2016, o número de cidades passou para 3.697, em todo o continente americano, envolvendo 48,7 milhões de pessoas.


Tumeremo, a porta da savana venezuelana
Cidade sorteada para enfrentar Esteio no Dia do Desafio em 2017, Tumeremo está localizada no nordeste da Venezuela, no estado de Bolívar, quase na fronteira com a Guiana. Seu nome, no dialeto dos primeiros povos indígenas que ali habitavam, significa “cobra pintada”. Distante 880 km da capital Caracas, foi fundada em 1788 e tem uma população de 50.082 habitantes. A principal atividade econômica é a extração, processamento, compra e venda de ouro, seguida pela criação de gado de corte e leite.

Seu apelido é “La puerta a la sabana” (“A porta da savana”), pois fica próxima às maiores savanas venezuelanas. Como curiosidade, um prato típico da culinária da região é o “palo a pique” (pau a pique), preparado com arroz, feijão preto e carne. A música tradicional da região é o calipso. A cidade venezuela se inscreveu para o Dia do Desafio em 2015 (23% de participação) e em 2014 (16% de participação). Mais informações sobre Tumeremo podem ser acessadas clicando aqui.


Histórico de Esteio no Dia do Desafio
Primeira participação: 2002
14 vitórias, 2 derrotas
2002: Esteio (33,25%) X Matão/SP (61,91%)
2003: Esteio (41,16%) X Sensuntepeque/El Salvador (5,44%)
2004: Esteio (52,51%) X Centla/México (4,07%)
2005: Esteio (58%) X San Mateo Atenco/México (19,67%)
2006: Esteio (48%) X Sucre/Venezuela (11,5%)
2007: Esteio (40,84%) X Chiquimulilla/Guatemala (11,89%)
2008: Esteio (22,05%) X Ocotlan/México (4,19%)
2009: Esteio (27,53%) X Atoyac de Álvarez/México (0%)
2010: Esteio (27,38%) X San Luis/Guatemala (24,97%)
2011: Esteio (39,71%) X Escarcega/México (60,26%)
2012: Esteio (26,02%) X Senahu/Guatemala (0%)
2013: Esteio (55,57%) X Ilobasco/El Salvador (1,3%)
2014: Esteio (25,41%) X Changuinola/Panamá (11,14%)
2015: Esteio (24,22%) X Santa Ana/Costa Rica (16,83%)
2016: Esteio (36,22%) X Tenosique/México (31,26%)
2017: Esteio ( 54,41) X Tumerero/Venezuela ( 9,06%)

 

Fotos: Adriano Rosa da Rocha, André Cardoso, Camila Moraes, Eduardo Baratto Leonardi, Gabriel Valença e Jean Monteiro

Texto: Djalma Corrêa Pacheco

gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1