20190608 LucianaAbdur PlantioMudasSemanaMeioAmbiente abre
Fotos: Luciana Abdur e Djalma Corrêa Pacheco
O tempo feio de sábado (8) não impediu que servidores da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA) e moradores vizinhos à Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI) Irmã Sibila Ana Burin, no Bairro Novo Esteio, participassem do plantio de mudas de árvores. A ação, que fez parte do último dia da programação da 23ª Semana do Meio Ambiente de Esteio, foi realizada no terreno localizado ao lado da escola. Ao todo, foram plantadas dez mudas, divididas entre espécies de Açoita-cavalo e Caroba.

A movimentação de funcionários da SMMA despertou o interesse do autônomo Laércio da Silva Vargas, 50 anos. Morando em frente ao campo há 13 anos, ele decidiu colocar as mãos na terra para ajudar na jardinagem.

“Chamarei a atenção da comunidade para que tenhamos uma atenção maior agora, pois há algum tempo já havíamos plantado mudas neste mesmo local, mas em virtude de ações de inconsequentes, acabaram sendo furtadas”, relatou. “Com este plantio, o campo ficará ainda mais atrativo. Sem contar a contribuição que isto fará para a natureza”, concluiu.

Pouco depois, no Parque Galvany Guedes e nas avenidas Porto Alegre e João Paulo I, no Bairro Jardim Planalto, foi feito plantio de mais de 100 mudas, com a participação dos grupos de escoteiros Capitão Bressane e Anauê.


Passeio ciclístico
Pela manhã, também com o tempo nublado, foi o colorido das bicicletas e balões que tomou conta de ruas do Centro de Esteio durante o passeio ciclístico, organizado em parceria com a Escola de Educação Infantil For Kids. Cerca de 120 pessoas partiram da Praça Coração de Maria, passando pela Rua 24 de Agosto e avenidas Presidente Vargas e Padre Claret até chegar na Praça novamente, onde foram sorteados brindes. O passeio fazia parte de uma gincana da escola e também marcou o encerramento da Semana do Meio Ambiente na instituição.

A 23ª Semana do Meio Ambiente, que teve início na última segunda-feira (3), foi organizada pela SMMA e Conselho Municipal do Meio Ambiente (COMAM), com o apoio de entidades parceiras: Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan), Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), InBetta, Universidade Luterana do Brasil (Ulbra), Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), Cooperativa de Trabalho de Recicladores de Esteio (Cootre), grupos escoteiros Capitão Bressane e Anauê, Consórcio Público de Saneamento Básico da Bacia Hidrográfica do Rio dos Sinos (Pró-Sinos) e Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica do Rio dos Sinos (Comitesinos).


Texto: Djalma Corrêa Pacheco e Luciana Abdur

gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1

gallery2 gallery2 gallery2
gallery2 gallery2 gallery2
gallery2 gallery2 gallery2
gallery2 gallery2 gallery2
gallery2 gallery2 gallery2
gallery2 gallery2 gallery2
gallery2 gallery2 gallery2
gallery2 gallery2 gallery2
gallery2 gallery2 gallery2
gallery2 gallery2 gallery2